DIGA NÃO: ATO PÚBLICO CONTRA A TERCEIRIZAÇÃO DA VIGILÂNCIA