SECRETARIA DA EDUCAÇÃO CONFIRMA INÍCIO DO ANO LETIVO E ANUNCIA MEDIDAS PARA PREVENÇÃO DA COVID-19 NAS ESCOLAS

O Governo do Distrito Federal (GDF) manteve a decisão e o ano letivo da rede pública de ensino será iniciado na próxima segunda-feira (14/02), em turno normal de cinco horas nas turmas regulares. A Secretaria da Educação anunciou na quarta-feira (09/02) as medidas que devem ser tomadas por todas as instituições de ensino, orientando a prevenção de casos da Covid-19: as escolas deverão exigir o uso de máscara facial cobrindo o nariz e a boca, a higienização frequente das mãos e o movimento escalonado dos alunos para evitar aglomeração.

Foto: Álvaro Henrique | Ascom/SEEDF

A presença das crianças e jovens em sala de aula será obrigatória para 100% dos alunos matriculados: são mais de 430 mil crianças e jovens no DF. Em 2022, foram registradas cerca de 27 mil novas matrículas na rede pública. O ensino remoto será decidido caso a caso e reservado apenas a alunos portadores de comorbidade.

“Vamos iniciar um dos anos mais desafiadores da história da educação, pois vamos recuperar perdas de aprendizagem da pandemia. Nossa diretriz é manter as crianças na escola e daremos foco total no letramento e na matemática básica”, disse a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá.

O Sindicato dos Trabalhadores em Escolas Públicas no Distrito Federal (SAEDF) está acompanhando a retomada das aulas e vai fiscalizar o cumprimento das normas divulgadas pela Secretaria. Para o sindicato, o respeito às orientações é essencial para proteger a vida dos alunos e dos servidores da assistência à educação, de forma a evitar um surto de Covid-19 nas escolas.

A Secretaria de Educação divulgou um guia com o passo a passo a ser adotado pelos gestores:
• As unidades de ensino devem monitorar as possíveis suspeitas ou confirmações de covid-19;
• Se houver casos confirmados, as escolas devem comunicar à área de saúde pública e inserir as informações no sistema Monitora Escola (plataforma gerida pelas secretarias de Educação e de Saúde);
• O caso suspeito ou confirmado deve ser afastado de imediato do ambiente de trabalho/estudo de forma imediata;
• O caso suspeito deve procurar um serviço médico e permanecer em isolamento até a confirmação ou descarte da covid-19;
• O caso confirmado deve permanecer em isolamento domiciliar de 10 dias da data de início dos sintomas, desde que permaneça sem febre e sem o uso de medicamentos antitérmicos, há pelo menos 24 horas, e com remissão dos sintomas respiratórios;
• As escolas devem ainda informar aos que tiveram contato próximo com pessoas que tenham covid-19, para que observem se apresentam sintomas e, se necessário, busquem atendimento médico.

O ano letivo de 2022 será encerrado em 22 de dezembro. A secretaria informou que o recesso escolar será realizado de 12 a 28 de julho.


Para ter acesso a cartilha de orientações de biosegurança para as escolas públicas, clique aqui


 

Receba nosso boletim informativo

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo