SAE DF DEBATE SOLUÇÕES PARA ENDIVIDAMENTO DOS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO COM BRB NA CLDF

A crise de endividamento dos servidores públicos do Distrito Federal (DF) com o Banco de Brasília (BRB) tem preocupado autoridades e gerado grandes problemas para os servidores. Conforme informações da Secretaria de Planejamento e Administração (SEPLAD), cerca de 50 mil servidores da administração direta e indireta do DF estão inadimplentes, somando um total de R$ 991,2 milhões.

Esta situação tem consequências graves, como descontos salariais e aumento do endividamento. Diante disso, a Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa do DF (CLDF) decidiu criar uma comissão para analisar a situação dos servidores inadimplentes com o BRB e desenvolver programas para ajudá-los a quitar suas dívidas.

O Diretor de Finanças e Patrimônio do Sindicato dos Trabalhadores em Escolas Públicas no Distrito Federal (SAEDF), Damião Ornilo, enfatizou a gravidade da questão e alertou que, se não for tratada adequadamente, ela poderá comprometer o futuro dos servidores e da economia do DF.

Para avançar nessa solução, a Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa do DF (CLDF) realizou um debate público no dia 17/02, no plenário da Câmara, com o objetivo de encontrar soluções para o problema. De acordo com o presidente da comissão, Deputado Gabriel Magno (PT), a comissão terá como missão desenvolver programas para auxiliar os servidores a liquidar suas dívidas com o banco.

O Deputado Gabriel Magno confirmou ainda o seu apoio à aprovação do Plano de Carreira dos Auxiliares de Educação, que será apresentado na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Ele destacou a importância do projeto para melhorar a qualidade de vida dos profissionais da educação.

Receba nosso boletim informativo

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo