Proposta de reforma sindical legaliza greve de empresas e reduz poder da Justiça do Trabalho