MASSIVA PRESENÇA MARCA ASSEMBLEIA DO SAE-DF NA CÂMARA LEGISLATIVA DO DF

Uma onda vibrante de servidores da carreira de Políticas Públicas e de Gestão Educacional (PPGE) inundou o pátio da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta manhã ensolarada. Um contingente impressionante de mais de 4 mil trabalhadores, com determinação e coragem, ecoou seu desejo ardente por reconhecimento e valorização.

A assembleia tinha uma agenda densa, que incluía um balanço das ações grevistas da semana, atualizações e deliberações sobre os próximos passos do movimento. No entanto, não foram apenas os servidores que mostraram solidariedade: a presença de parlamentares reforçou o compromisso político com a causa.

Todavia, a manhã foi marcada por um momento de tensão. A Polícia Militar tentou intervir, alegando que o local era inadequado para manifestações. Contudo, Wellington Luiz, presidente da CLDF, com autoridade, defendeu:
“Quero deixar a coisa bem clara: nenhum movimento ou trabalhador será proibido em frente à Câmara enquanto eu for o presidente. A presença de vocês aqui é legítima e tem o nosso total respaldo. A luta de vocês é justa e digna.”

Apesar da solidariedade parlamentar, um revés surgiu: o governo decidiu, unilateralmente, cancelar a reunião programada para discutir a situação da greve com a comitiva parlamentar. Sem desanimar, a comissão de negociação do SAE-DF, com determinação, dirigiu-se ao Palácio do Buriti. A pressão resultou em uma audiência com a Chefe de Gabinete da vice-governadora que se comprometeu a encaminhar as reivindicações.

O encontro no Palácio é um sinal do impacto que a mobilização está causando, demonstrando a capacidade do movimento de pressionar o poder público.

Um dos pontos altos do dia foi a fala de Heleno Manoel Gomes Araújo Filho, presidente da CNTE: “Bom dia a todos! Ao saudar o SAE-DF, reitero a solidariedade dos educadores de todo o Brasil. A mobilização de vocês ressoa em todo o país, mostrando sua relevância incontestável para o povo do DF.”

A presença da CUT também se fez notar, com a entidade sindical reforçando seu apoio incondicional à causa. E, seguindo a tradição, a reunião deu lugar a uma vibrante passeata da CLDF à Praça do Buriti.

Estaremos de olho nos próximos capítulos desta mobilização que já marca a história da educação no Distrito Federal.

Receba nosso boletim informativo

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo