CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO DA CUT BRASÍLIA

CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO DA CUT BRASÍLIA

Delegação do SAE presente nas discussões sobre o planejamento da luta da classe trabalhadora em face das medidas já em andamento e das reformas que nos retiram direitos.

Foram três dias (14, 15 e 16 de julho) de intensas análises e propostas de encaminhamentos envolvendo delegações de sindicatos do Distrito Federal e Entorno sobre as medidas já em vigor e as propostas de reformas encampadas pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB).

Os debates levaram à conclusão de que essas ações patrocinadas pela FIESP, pela CNI e por outras organizações patronais representantes dos grandes capitalistas do país, demandam o fortalecimento da organização e da mobilização não apenas da classe trabalhadora, mas de toda a sociedade contra a política neoliberal do estado mínimo que se encontra em marcha por vias não eleitorais.

Essa situação já vem afetando duramente os servidores públicos no Brasil e aqui em razão do congelamento de investimentos por vinte anos em áreas sociais como educação e saúde, ao que vieram se somar a terceirização sem limites, a reforma trabalhista, além de várias outras propostas extremamente desfavoráveis à classe trabalhadora, com destaque para a PEC 287 destinada a dificultar o acesso à proteção previdenciária de milhões de brasileiros do campo e da cidade em benefício dos interesses da elite patronal brasileira.

No caso da reforma trabalhista, vê-se claramente a visão escravocrata do trabalho externada pelas organizações patronais que a construíram, uma vez que se volta para a redução do seu valor ao mínimo, ao argumento de que isso vai gerar mais postos de trabalho. Ora, na economia escravocrata que durou quase quatro séculos no Brasil certamente o que não faltava era trabalho, mas sem remuneração e sob condições mais que desumanas.

As propostas aprovadas nesse congresso serão levadas ao Congresso Nacional da CUT no próximo mês de agosto, quando estará representando nossa entidade a companheira Sônia de Queiroz, Secretária de Mulheres Trabalhadoras da CUTBrasília, eleita pela delegação do SAE como delegada à etapa nacional do evento e que nos trará deliberações e encaminhamentos acerca da luta contra essa situação.

 

         

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Scroll To Top