10 PASSOS PARA COMPREENDER A READAPTAÇÃO  FUNCIONAL NA SEDF

10 PASSOS PARA COMPREENDER A READAPTAÇÃO FUNCIONAL NA SEDF

1 – O QUE É A READAPTAÇÃO FUNCIONAL
É a redução da capacidade laborativa (capacidade física e/ou mental para o exercício de atividade produtiva) sofrida pelo servidor, de caráter permanente, em função de adoecimento ou acidente.A readaptação é, portanto, um benefício concedido ao servidor que sofre com o adoecimento crônico.

2 – QUEM DETERMINA A READAPTAÇÃO DO  SERVIDOR?
A readaptação é definida pela COSAÚDE, que determina as restrições de trabalho às quais o servidor estará sujeito. O processo tem início com o adoecimento que é apontado pelo médico assistente (aquele que acompanha o servidor). Após a verificação do
adoecimento pela perícia médica, o servidor é encaminhado à junta médica e, finalmente, à equipe multidisciplinar do Programa de Readaptação Funcional, que é composta por: médico do trabalho, psicólogo e assistente social, que determinam as restrições.

Desse modo, ninguém define a própria readaptação. A mesma é determinada pelo comprometimento da saúde do servidor, verificada por diversos profissionais de saúde, em diferentes momentos.

3 – QUAIS AS PRINCIPAIS RESTRIÇÕES
Hoje a principal restrição imposta ao servidor readaptado da Carreira Magistério é relacionada à regência de classe, considerando-se que esta é a atividade desenvolvida pelos profissionais docentes, de maior impacto à saúde dos professores.Já na Carreira Assistência as restrições se relacionam a atividades que exigem maior esforço físico.

4 – QUANDO OCORRE APOSENTADORIA POR INVALIDEZ?
Quando, em decorrência de acidente ou doença grave, o servidor for considerado, pela Junta Médica, incapacitado, definitivamente, para toda e qualquer função, não sendo possível sua readaptação funcional.

5 – QUE ATIVIDADES O READAPTADO PODE DESENVOLVER?
Toda e qualquer atividade que não desrespeite a restrição determinada pelo Programa de Readaptação, considerando as necessidades da escola e, principalmente as potencialidades do servidor, que estão relacionadas a sua experiência pessoal e profissional, ou seja, aos seus “saberes” e seus “fazeres”.Portanto, é preciso sempre lembrar que o servidor readaptado tem uma história profissional que não pode e nem deve ser desconsiderada na hora de se definir, junto com ele, suas atividades enquanto readaptado.

6 – QUAIS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS ENFRENTADOS NO RETORNO AO TRABALHO, APÓS A READAPTAÇÃO?
Sentimentos de incapacidade e de exclusão são os principais problemas relatados pelos(as) servidores(as) readaptados(as), quando retornam ao trabalho após o afastamento pelo adoecimento e a definição de suas restrições. Alguns chegam a desenvolver novas doenças, provocadas por esses sentimentos, que podem gerar, também, isolamento e apatia.

7 – A GERÊNCIA DE READAPTADOS
Criada no final de 2011 começou a atuar em 2012, com a missão de promover o acompanhamento das questões relacionadas à readaptação e reambientação ao trabalhodos servidores das Carreiras Assistência e Magistério,
da SEDF.

8 – QUAIS AS ATRIBUIÇÕES DA GERÊNCIA
Cabe à Gerência de Readaptados articular os setores e procedimentos dentro da SEDF para promover:
– levantamento e sistematização de dados relacionados à readaptação das Carreiras Assistência e Magistério;
– instrução dos processos de readaptação de servidores;
– acompanhamento da legislação relacionada ao tema;
– promoção da formação continuada de servidores readaptados, gestores e formadores;
– fortalecimento da atuação do servidor dentro de sua especialidade, observadas as restrições;
– promoção da inclusão dos readaptados no ambiente de trabalho, assegurando o respeito às restrições e o aproveitamento de sua capacidade de trabalho.

9 – MITOS SOBRE A READAPTAÇÃO… que necessitam ser desfeitos
“O readaptado arranjou um jeito de adoecer”
O adoecimento é rigorosamente verificado por profissionais de saúde!
“O Readaptado não quer fazer nada”
O Readaptado não pode fazer tudo em função do adoecimento!
“Professor Readaptado que não pode dar aula não pode ficar na escola”
A escola possui inúmeras possibilidades de atuação docente, para além da regência de classe!

10 – COMO VOCÊ PODE CONTRIBUIR
READAPTADO:
Participe sempre e ativamente no seu ambiente de trabalho, respeitando e exigindo respeito às suas restrições!
NÃO READAPTADO:
Respeite o limite e o adoecimento de seu colega e,inclua o colega readaptado n

Fique por dentro dos dispositivos legais: clique aqui

Cartilha dos 10 passos ilustrada: clique aqui

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

Scroll To Top